Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 16/01/2013

Eduardo Galeano em Uyuni

No centro de Uyuni, Bolívia, crianças divertem-se com bicicletas. Um jovem casal namora no coreto. Três mochileiras planejam o que fazer. E duas estudantes argentinas deixam o tempo passar, no banco da praça, ao sabor das letras de Eduardo Galeano.

Julieta lê as primeiras páginas de “Bocas do tempo”, livro pelo qual já me apaixonei duas vezes. Ela gosta das delicadas histórias de amor, “mas não tão explícitas”, que o uruguaio conta. E admira a coesão que as pequenas histórias possuem, conformando uma unidade em cada livro.

Laura folheia “Espelhos”, que tive a sorte e o prazer de ler numa viagem pela Amazônia profunda. Além da ironia fina e do sarcasmo que o autor coloca nos textos, Laura elogia a forte dimensão histórica da sua obra, ao tempo em que diz ter adorado “As veias abertas da América Latina”.

Julieta e Laura: de Mendonça para o Rio, com Galeano na bagagem (Foto: Rogério Tomaz Jr.)

Julieta e Laura: de Mendonça para o Rio, com Galeano na bagagem (Foto: Rogério Tomaz Jr.)

As estudantes, naturais de Mendoza, vão para o Brasil. Mais especificamente para o Rio de Janeiro, onde irão passar o carnaval e um tempo a mais para conhecer o nosso país.

Que sejam tão bem tratadas pelo povo carioca quanto eu fui por elas.

PS: Em Uyuni, há uma mini-feira permanente de livros, em frente a uma escola. Os livros de Galeano são destaque. O preço? Entre 20 e 30 bolivianos (mais ou menos de 6 a 10 reais).

livros

livros Galeano

livros Galeano


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: