Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 16/07/2012

Globo mira Collor e pode acertar em Perillo

Boa parte do Brasil parou na noite deste domingo, 15 de julho, para ver a supostamente bombástica entrevista de Rosane Brandão Malta (ex-Rosane Collor) ao Fantástico, a “revista eletrônica” da Rede Globo.

Todos esperavam revelações “fortes” – prometidas nas chamadas do programa – da ex-primeira dama da República. Para usar uma metáfora gasta, a Globo prometeu a lua, mas entregou a seus telespectadores uma paisagem lunar: só crateras vazias e nenhuma substância consistente.

Os rituais de magia negra, a relação com PC Farias, as memórias sobre o processo de impeachment… tudo que Rosane falou e o Fantástico exibiu hoje já era de conhecimento até do reino mineral – expressão de Nelson Rodrigues, não de Mino Carta, como pensam alguns.

Nada, absolutamente nada se salva da entrevista, em termos de novidade. Em termos jornalísticos, a “reportagem” foi um fracasso total. É de se perguntar, aliás, qual o critério jornalístico que levou a Globo a produzir tal entrevista. Não há qualquer fato novo – poderia ser o livro de Rosane, mas não se sabe nada dele, tanto que foi citado apenas superficialmente* – que justifique toda a mobilização da maior emissora do Brasil para tal empreitada com tanto destaque.

Coube à simpática Renata Ceribelli fazer a “matéria” com Rosane Collor

O que justifica a reportagem, na verdade, não é nada mais do que a necessidade de atacar o agora inimigo Fernando Collor de Mello.

A eleição de Collor foi uma fraude. Não pelos votos em si, mas pelo candidato, que não passava de um produto midiático preparado e apoiado com todo o poder dos grandes meios de comunicação para ser o anti-Lula de 1989.

Agora, passados vinte anos, Collor deixou de ser aliado e passou a ser inimigo, por compor a base de apoio do governo petista. Para a Globo e para a Veja, a primeira que ungiu Collor como um verdadeiro Messias em 89, é o que basta para ele ser colocado na alça de mira.

Lamentável é ver que profissionais – vou poupá-los de citação nominal – tão respeitados na TV brasileira se prestem a cumprir um papel vexatório como o dessa “matéria”. Aliás, para fingir que o assunto se tratava mesmo de jornalismo, os apresentadores do Fantástico fizeram questão de informar que tentaram ouvir Collor durante toda a semana, mas o senador, que de besta não tem nada, se recusou a falar.

Ótimo seria se Collor publicasse um livro contando como atuavam os donos, diretores e lobbistas da Rede Globo durante o seu governo.

Para ver a entrevista completa, clique no link abaixo:

http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1681379-15605,00.html

Marconi Perillo

O governador tucano de Goiás, que não tem nada a ver com a briga Globo x Collor, deve ter sentido muito incômodo com as referências tão detalhadas do processo que levou à deposição do então presidente.

O Fantástico mirou Collor, mas poderá acabar acertando Perillo, pois colocou em evidência denúncias que derrubaram o presidente e hoje acossam o tucano.

Perillo provavelmente se viu na “reportagem” quando esta falou da CPI que investigou Collor e descobriu cheques-fantasmas, esquemas de caixa 2, um tesoureiro de campanha influenciando no governo (no caso do tucano, este atende por Lúcio Fiúza Gouthier, que foi convocado à CPMI do Cachoeira, mas ficou calado).

A CPMI do Cachoeira está sendo tratada pelos grandes meios de comunicação como se fosse uma novela. Heróis, vilões, figuras exóticas, tramas urdidas nas sombras e outros ingredientes são utilizados para cobrir o cotidiano do órgão.

Para o azar de Perillo, a matéria do Fantástico faz a CPMI do Cachoeira parecer uma “Vale a pena ver de novo”, com o tucano no centro do trama.

*Via Twitter, a jornalista Leda Nagle comentou assim a “matéria” do Fantástico:

Já o humorista Maurício Meirelles, do CQC, foi mais irônico:


Responses

  1. Me parece que quiseram comparar essa situacao com o caso de Lugo e legitimar o golpe parlamentar no Paraguai.

  2. Os lulistas/malufistas estão com cara de patetas!
    Não dá como disfarçar! Vai ser muito difícil o Fernando Haddad esclarecer o acordo com o Maluf! E tem mais, muito mais, como explicar que as mesmas acusações que fizeram contra Demóstenes se aplicam ao Lula, ou seja, daquele que defendia a ética e se aliou a um corrupto! Também vai ser difícil elucidar como um país que até o último dia 13 arrecadou mais de R$ 800 bilhões de impostos, um mês antes do total que havia arrecadado em 2011, terá um PIB menor que 2% em 2012! Irão perguntar: afinal, para onde tem ido essa arrecadação? Mesmo porque, em mais de nove anos de governo o PT não construiu nenhuma, repito, nenhuma hidroelétrica ou grande rodovia! Nenhum porto, aeroporto ou refinaria! E que na construção da ferrovia Norte Sul, o Juquinha, ex-presidente da Valec desviou 144 milhões de reais! Vai ser totalmente impossível afirmar que os hospitais públicos atendem adequadamente o cidadão e que na área da educação, da qual foi ministro, porque o Brasil ocupa hoje, o 88º posto entre os 127 países que compõem o ranking da Unesco, atrás do Equador, Bolívia e Venezuela! Certamente o candidato do PT abordará a violência, a falta de segurança e os viciados em crak de São Paulo, mas prontamente deverão lembrá-lo que estes fatos se devem à falta de controle de nossas fronteiras. Fronteiras que são de responsabilidades do governo federal! Então voltarão a perguntar: para onde estão indo estes impostos? Eles mesmos darão as respostas: para a má gestão da coisa pública e para a corrupção!
    A verdade é que o Lula quebrou o Brasil! A grande maioria dos órgãos públicos, em especial os que tratam das obras do PAC entregues à Delta, estão envolvidos em corrupção! A máquina administrativa caiu nas mãos de um funcionalismo autofágico, i.é, aquele que devora o próprio Estado que o sustenta! A classe política legislativa abandonou a nação, só se importando com a próxima eleição! E neste caos a presidente diz bravatas tentando enganar a nação, “uma grande nação deve ser medida por aquilo que faz por suas crianças e adolescentes. Não pelo PIB!” Talvez ela tenha um novo índice, o RAC, Resultado Arrecadado da Corrupção!
    Para os patetas terem uma pálida noção da real situação do país, de acordo com o IBGE a nossa produção industrial recuou ao nível de 2007! Conforme a Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex), a nossa exportação caiu 13,6% em junho! O governo do PT desistiu de produzir equipamentos de alta complexidade no setor de petróleo e gás, o que significará que importaremos os equipamentos necessários para a exploração do pré-sal, se for economicamente viável, inviabilizando as exigências, demagogicamente exploradas pelo Lula, da Agência Nacional de Petróleo e prejudicando a industria nacional! Como conseqüência disto, o Plano Estratégico da Petrobrás reduzirá a meta de produção de petróleo de 4,91 milhões de barris/dia para 4,2 milhões de b/d em 2020! Estamos voltando para trás! Além do que, alguns benefícios tarifários para setores da indústria nacional estão sendo cortados, em especial o Regime Especial de Tributação para a Indústria Química (Reiq)! E coroando essa nova realidade do país o preço da gasolina irá subir e com ela a inflação! Mas ao batizar a Plataforma P-59 em Maragogipe na Bahia (esperaremos se funcione), a presidente poste e laranja do Lula, virtual presidente do Brasil pela terceira vez, disse que “o país vive uma realidade nunca antes vista!” Ou ela está cega ou carregada de razões, trata-se de uma dúbia declaração! Enfim, o Lula quebrou o país e os patetas insistem em governar a nação!
    Att. Eugênio José Alati

    • Eu me divirto muito com esses comentários tão lúcidos e realistas dessa turma da direita. Vivem numa dimensão paralela que criam na cabeça para dar vazão às frustrações políticas. Comédia demais! rsrs

    • Até aqui esse bestalhão do Anjo veio aterrar? Para quem não sabe, Anjo é o vulgo de Eugênio Alati, o gajo que disse essas besteiras sobre o Lula. Por quê? Eugênio vem de raça pura, puro; alati, em latim, significa de asas, com asas. Puro com asas só pode ser anjo, ou não? Felizmente, até o mais incauto já está calejado com os arautos da moral, com o exemplo bem próximo do Demóstenes. Voltando ao abestalhado, ele não diz mas trabalha com afinco para o Serra, cuja batata está assando, com a CPMI que ainda está longe de se encerrar. Mas parece que ele não dera nenhuma pista desse desígnio (desculpe a ironia).

      • Valeu pela dica, Reynaldo. O sujeito é bem coerente com o nível do Çerra. Nenhum escrúpulo ou compromisso com a realidade.

  3. […] Rogério Tomaz Jr., Via Conexão Brasília/Maranhão […]

  4. blá blá blá a globo não atacou o Collor só porque ele faz parte do PT. atualmente ela o fez só para vender e liderar. já que a globo também esta ligada ao PT. não adianta! a globo sempre esteve e sempre estará ligada ao poder publico.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: