Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 05/12/2011

Sócrates, censurado pela Globo, mesmo depois de morto

Sócrates foi um dos maiores jogadores da história do futebol brasileiro.

E era amplamente reconhecido e respeitado pelo seu caráter, pela sua inteligência e pela sua personalidade.

O que nenhum grande veículo da grande mídia cita é que Sócrates era alguém convictamente de esquerda.

Ou melhor, como ele próprio dizia, não era de esquerda ou de direita. Era “socialista no sentido pleno da palavra”*.

Como poucos, Sócrates era um ser humano integral, coerente entre o que pensava/falava e o que fazia.

O seu modo de comemorar gols, muitas vezes sem a intensidade proporcional que gera nos torcedores, mas sempre com o punho cerrado no braço erguido, é uma saudação comunista clássica**.

Ontem, minutos antes do início da partida contra o Palmeiras, na derradeira rodada do Brasileirão 2011, jogadores, torcedores e comissão técnica do Corinthinans o homenageram, imitando o gesto que ele tantas vezes repetiu.

Os dois narradores da Globo (Cléber Machado, na TV aberta, e Milton Leite, na Sportv) mencionaram apenas “a forma como ele comemorava seus gols”.

Não estão errados, óbvio. Mas aplicaram ao pé da letra o Manual da Rede Globo: tornar invisíveis as ideias e os símbolos comunistas, socialistas e da esquerda em geral.

A censura é tão sutil – e ao mesmo tempo insidiosa – que a simples omissão contínua dessa referência, ao longo de tanto tempo, naturaliza a desinfomação. Pouquíssima gente – mesmo muitos corintianos de esquerda – sabe que o gesto de Sócrates era uma menção à ideologia que ele defendia. É possível até que os narradores da Globo não saibam desse “detalhe”.

A não disseminação dessa referência – feita por um ídolo, uma estrela do esporte, uma pessoa pública de grande visibilidade, mas de convicções contrárias ao establishment – é um ótimo exemplo de uma minúscula, embora muito eficiente (inclusive porque é camuflada), ação da guerrilha ideológica que – apresentando-se como algo “natural”, casual – é feita sistemática e permanentemente pelos meios de comunicação.

Em resumo: neutralização ou contrapropaganda ideológica.

Os meios de comunicação (e seus porta vozes) fazem apenas o seu papel – de aparelhos privados de hegemonia, para usar o conceito gramsciano. Cabe a nós combater e desconstruir esta ação deletéria.

Sócrates era (e continuará) sempre saudado como alguém íntegro e um grande profissional, mas não interessa – aos donos do discurso oficial – lembrar que ele também era comunista.

Daí a censura. Sutil e perversa, porque esconde uma dimensão do ser humano Sócrates que faz parte da sua essência e da sua integralidade enquanto pessoa.

Daqui a 100 anos, a persistir essa censura, ninguém saberá que Sócrates se afirmava comunista.

Se é para perpetuar e celebrar a memória de Sócrates, que o façamos na sua integralidade, e não apenas parcial e convenientemente.

Viva Sócrates!

Abaixo o vídeo com a homenagem:

Homenagem a Sócrates antes do jogo

O Doutor comunista.

*A frase completa de Sócrates, respondendo uma pergunta da jornalista Rodrigues, se ele se considerava uma pessoa de esquerda, numa entrevista à revista Caros Amigos (junho de 2010), é a seguinte:

– Isso é bobagem. Esquerda, direita. Eu sou socialista, não sei se isso é ser de esquerda. Não sei, mas por que de esquerda? Aí é que está, são rótulos. Sou socialista, no sentido pleno da palavra. Comunista. Eu sou cubano, queria ter nascido em Cuba, sou cubano.

Leia a íntegra da entrevista aqui.

**Assim como o punho cerrado é um símbolo comunista, o braço levantado com a palma da mão estendida – a “saudação romana” – é um símbolo dos fascistas, ainda hoje usado pela torcida da Lazio, clube de Roma onde hoje joga o ex-são paulino Hernandes. Um caso polêmico foi o uso do gesto por um jogador da Lazio assumidamente apoiador de ideias fascistas, Paolo di Canio, que chegou a ser multado por conta da atitude.

***Um dos filhos de Sócrates foi batizado de Fidel, em homenagem ao líder cubano. Você também não ouvirá/verá essa informação na grande mídia.

****A saudação comunista do punho cerrado existe muito antes de os Panteras Negras passarem a usá-la e de Tommie Smith e John Carlos a usarem durante a cerimônia de medalha nos Jogos Olímpicos do México, em 1968.

PS: Enfatizo que ele foi censurado “mesmo depois de morto” porque, normalmente, a guerrilha ideológica acaba (ou, pelo menos, arrefece e as características do adversário são reconhecidas) quando o adversário tomba, mas como a memória do Sócrates será eterna, não é bom arriscar…

Anúncios

Responses

  1. na hora percebi o “comentario”global …seu gesto não era só a forma de comemoração e sim um gesto de luta libertaria…pena que poucos entendem isto hoje em dia

  2. Parabéns pela matéria. Uma belíssima homenagem a Sócrates! Estou compartilhando o texto com amigos e alunos.

  3. Putz, sou corintiana e confesso que não sabia sobre o gesto. Cheguei a imaginar algo assim, pq ele sempre foi confrontador, sem papas na lingua…mas aí pensava: “ah, nunca vi ninguem dizendo nada, então deve ser só a comemoração dele mesmo”. Arri égua…

  4. Parabens pela excelente matéria.
    O doutor se orgulharia dela!

  5. Sim… o gesto de um típico socialista… Na entrevista no programa de frente com gabi que aconteceu em outubro, ele comentou sobre sua preferencia ideologia, amor por Cuba e sobre o filho Fidel.

  6. […] blogueiro Rogério Tomaz Jr resume o jogador e o homem: Sócrates foi um dos maiores jogadores da história do futebol […]

  7. “Assim como o punho cerrado é um símbolo comunista”
    É muita desinformação até de quem pretende corrigir, e escorrega em preconceitos como o de dizer que o jogador Hernanes (ex-Sao Paulo “tri-libertadores) joga num clube Fascista. Se o nosso amigo tivesse a exclusiva preocupação com a informação saberia que a comemoração do punho cerrado o Doutor tirou do fato a seguir:
    Tommie Smith e John Carlos, ouro e bronze nos 200 metros rasos, que após receberem suas medalhas no pódio, levantaram seus braços esticados com as mãos cobertas por luvas negras e punhos fechados (saudação “black power” do partido revolucionário negro dos Panteras Negras), em protesto pela segregação racial e apoio aos movimentos negros em seu país, e abaixaram a cabeça enquanto seu hino nacional tocava no estádio. Após seu ato, transmitido ao vivo pela televisão para o mundo todo, os dois foram expulsos da delegação americana e da vila olímpica.
    Isso ocorreu nos Jogos Olímpicos de 1968 na Cidade do México.
    Seja (pelo amor de DEUS) menos imparcial.

    • Sócrates era comunista? O punho cerrado é um símbolo comunista?
      Mas, pelo seu comentário, você sequer leu o texto inteiro. Aí não é problema meu.

  8. Eu sempre associei essa comemoração do Dr. Sócrates como se fosse um protesto como os Panteras Negras. Agora vendo essa matéria tenho certeza agora… Parabéns pela matéria…

  9. É muito desagradável (e “deselegante) assistir a uma cobertura tão parcial de um episódio tão importante, como é a morte de um Brasileiro de verdade, na acepção real do termo.

    Ignorar o que havia de mais simbólico na comemoração do Doutor não é apenas mau jornalismo, mas perversidade histórica de cunho ideológico-mercadológico. Mesmo assim, como alguns comentários aqui postados podem comprovar, o desconhecimento pleno do que seu gesto significava não impedia (e jamais impedirá) que as pessoas compreendam o que ele significa – mesmo sem saber. Sócrates é soda!
    Deixo aqui, caso tenham interesse, minha própria homenagem ao Magrão. É singela, mas dialoga com esse artigo.

    http://oantropolicomaltrapilho.blogspot.com/2011/12/eu-nao-vi-socrates-jogar.html

    Um abraço,

    João Sassi

  10. […] Sócrates, censurado pela Globo, mesmo depois de morto via Vinnicius de Moraes  Publicado originalmente no Blog “Conexão Brasília Maranhão“, […]

  11. Com certeza o Sr. Rogerio Tomaz Jr., se acha o axioma. Inquestionado e tempestivo, Crítico e algoz das vozes discordantes. Irreverente e debochado
    no trato da veiculação e difusão da informação. Critica o comentário respeitoso feito pela emissora Globo ao grande craque e ídolo Dr. Sócrates e ainda de quebra remete-se a fazer apologia ao regime socialisa. Ora com certeza é mais um adepto da cubanização do Brasil. Com certeza, pudesse ,estaria ao lado de Fidel, Yosej Stallin, Slobodan Milosevich, Farc, Mao Tsé Tung, Evo Morales e com residencia fixa na Coréia do Norte. Ora, Sr. Rogerio, todos esses indivíduos, foram obcecados, insaciaveis, e sanguinários líderes socialistas, trabalharam e alguns ainda continuam trabalhando pela perpetuação da ignorancia (burrice mesmo) intelectual e pobresa extrema. Sócrates filosofava nos seus delirios etílicos. Com certeza se recusava a ter conhecimento da realidade de Cuba, da antiga Rússia, dos Países Bálticos para por o nome do filho de “fidel”. Com certeza se recusava à ciencia da realidade dos mais de 20.000 dissidentes cubanos (poetas, jornalistas, não partidario do socialismo) que foram para o paredão de fuzilamento para imolação. Sócrates era craque de bola mas jogava com sua essencia pura de poeta, de artista, de filósofo. Morreu acometido de inquietude, pelo cansaço do seu longínguo ideal. Ha! ia esquecendo: e o ato de comemoração do Hei! Hei! HEI! Reinaldo é nosso rei! Era contra o que?

    • Ótimo que as pessoas tenham tanto tempo livre.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: