Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 25/11/2012

Poema do Dia (29) – declaração inteira

Do “XXI”, livro-cd d0 Celso Borges, (re)lido e (re)ouvido – intercalado com Mississippi John Hurt e outros blues sanguinários – numa madrugada ao gosto syrah-grenache…

Leia. Ouça.

“declaração inteira”

tenho dez almas:

uma de carne
onde me exponho aos instintos.

a segunda entrego ao zelador
para que o espanador a inflame

a terceira
quarta
quinta
sexta
sétima
oitava
entrego-as à mulher amada
para seu domínio completo

a nona carrego comigo
para sustentar o que de solidão exala

a décima
o que sobra dessa solidão

declaração inteira

voz de Luís Augusto Cassas, música de Zeca Baleiro, poesia de Celso Borges


Responses

  1. valeu a lembrança, rogéryo. alguém reouvir meu primeiro livroCD, onde reuni alguns contemporâneos de alma e estrada, é sempre motivo de alegria. grande abraço.cb

  2. Olá! Gostei dos poemas!
    Tenho divulgado alguns poemas de diversos autores neste site. Talvez vocês gostem de visitá-lo!
    http://poesiadivina.wordpress.com/


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: