Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 17/07/2012

Aécio endossa plágio do PSDB a projeto do PT e portal oficial omite “detalhe” da autoria

A Câmara aprovou ontem, segunda (16), a medida provisória 563/12, que fortalece o Plano Brasil Maior, ao desonerar vários setores da economia, como forma de estimular a produção e o consumo.

Dentre os itens da MP 563, um dos mais importantes é a isenção de impostos sobre os alimentos da cesta básica. A medida, se sancionada pela presidenta Dilma Rousseff, terá grande impacto positivo sobre a população, especialmente para as famílias mais pobres.

A emenda à MP foi apresentada pelo líder do PSDB, Bruno Araújo (PE), mas o conteúdo da proposta já havia sido apresentado em fevereiro passado pelo deputado Paulo Teixeira (PT-SP) e outros oito deputados petistas, na forma do projeto de lei 3154/12 (clique aqui).

No discurso de apresentação da emenda, Bruno Araújo reconheceu a autoria da proposta. O site oficial do PSDB, entretanto, publicou duas notícias a respeito (aqui e aqui) e e simplesmente omitiu o DETALHE da autoria do PT. Vários líderes tucanos são citados nas matérias do portal da Rede 45, mas, até as 21h50, enquanto escrevo estas linhas, não há qualquer menção à autoria original da proposta.

Uma das matérias é específica para dar voz a Aécio Neves, que também não cita a paternidade da ideia, mas diz que a medida é “ato de defesa da população pobre”.

O plágio não é de espantar, em se tratando de um partido que não tem discurso consistente e que há muito tempo – desde que o seu projeto neoliberal foi derrotado em 2002 –  não tem projeto para o país.

O alto grau de “caradurismo” é que fica patético por algo tão pequeno, já que todos concordam que o mais importante é a aprovação da medida em si, e não a sua autoria.

O PSDB perdeu uma chance de se mostrar respeitável, como, aliás, foi o líder Bruno Araújo, ao menos na apresentação da emenda.

Abaixo segue matéria do PT na Câmara com mais detalhes, reproduzida também no Vi o Mundo. E ao final os prints de tela das notícia do PSDB.

Observe que o título da matéria tucana, além de arrogante, é irreal e mentirosa, porque a medida aprovada pela Câmara ainda precisa de sanção da presidenta Dilma Rousseff para passar a vigorar.

PSDB zera imposto da cesta básica

===

Ter, 17 de Julho de 2012 17:42

http://www.ptnacamara.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12098

PSDB omite que plagiou projeto do PT na forma de emenda à MP 563

Paulo Teixeira (PT-SP)

O PSDB plagiou um projeto do PT e o apresentou na forma de emenda a uma medida provisória (MP 563/12) que fortalece o Plano Brasil Maior, aprovada na sessão da Câmara de segunda-feira (16). O líder tucano na Câmara reconheceu a autoria do projeto, mas o portal oficial do partido omitiu esta informação em notícia publicada nesta terça-feira (17), sob o título “PSDB zera imposto da cesta básica”.

O projeto de lei (PL 3154/12), de autoria do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), em conjunto com o líder da Bancada do PT, deputado Jilmar Tatto (SP), e com outros sete deputados petistas, isenta de impostos os alimentos da cesta básica. O PL foi apresentado juntamente com a proposta de criação do Imposto sobre as Grandes Fortunas (IGF), que tramita na Câmara na forma do PLP 130/12.

Paulo Teixeira se disse satisfeito com a aprovação do projeto, mas lamentou que o PSDB não tenha dado o crédito ao PT no seu portal. “Sem dúvida, estamos felizes com a aprovação do projeto, que terá um impacto positivo muito grande para a população brasileira, especialmente para as parcelas de renda mais baixa.

Mas seria importante que o PSDB reconhecesse em seus meios de comunicação que a proposta é do PT e que tem a marca da nossa história de luta em favor dos direitos básicos da sociedade brasileira”, afirmou o parlamentar paulista. Na apresentação da emenda, já no final da sessão, Bruno Araújo assumiu que o projeto era do PT.

“Tenho a honra de ser o autor dessa emenda. Mas precisamos ser justos: nada mais fiz do que reproduzir um projeto de lei assinado pelo líder do PT, Jilmar Tatto, e pelos deputados petistas Paulo Teixeira e Ricardo Berzoini (SP)”, revelou Araújo. Esse “detalhe”, até as 19h desta terça, não constava na notícia publicada pelo PSDB (clique aqui).

Além de Paulo Teixeira, Jilmar Tatto e Ricardo Berzoini, o PL 3154/12 é assinado pelos deputados petistas Amauri Teixeira (BA), Assis Carvalho (PI), Cláudio Puty (PA)José Guimarães (CE)Pedro Eugênio (PE) e Pepe Vargas (RS), atuam ministro do Desenvolvimento Agrário.

Rogério Tomaz Jr.

===

Aécio Neves endossa plágio (clique para ampliar):


Responses

  1. Amigo, sabes da confiança que tenho nas suas avaliações. Mas gostaria de saber de você qual seria então o “projeto para o país” do governo que aí está há dez anos, e mais especialmente nos dois últimos. Meu sentimento é o mesmo daquela cantora cega que antecedeu a Paula Fernandes no apadrinhamento: Não está sendo fácil…

    • É um projeto desenvolvimentista de fortalecimento do mercado interno a partir do estímulo ao consumo. Nem de longe é o meu ideal, mas é um modelo que está fazendo o que nunca se fez nesse país: combater a miséria e ampliar direitos, ainda que direitos de outros segmentos também sejam gravemente violados. Um acerto não justifica um erro, mas não é o “modelo Marina” (que é uma fraude pura) que vai resolver isso.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: