Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 05/05/2012

Eduardo Galeano e a história de Gustavo Fruet e Eduardo Paes

Gustavo Fruet e Eduardo Paes foram deputados federais do PSDB.

De mandatos medíocres em termos gerais, destacaram-se a certa altura pela oposição incansável e, em certos momentos, “incisiva” ao governo Lula, especialmente durante o episódio chamado de “mensalão”.

Fruet chegou a dizer que não acreditava na desinformação do presidente Lula a respeito do esquema denunciado – embora jamais provado e, recentemente, negado justamente pelo seu denunciante, o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB).

Paes, que já foi do PV, PFL, PSDB e entrou no PMDB para ser candidato à prefeitura do Rio de Janeiro, em 2008, afirmou em 2005 que o seu partido (PSDB) só não pediria o impeachment de Lula por “falta de apoio popular”.

Eleito prefeito em 2008, provavelmente reeleito em outubro próximo, Paes é um belo exemplo para ilustrar a história abaixo, narrada por Eduardo Galeano.

Fruet, outro exemplo de Manolo, segue o mesmo caminho. Largou o PSDB para se abrigar no PDT e disputar a prefeitura de Curitiba. Terá o apoio do PT, que já foi acusado pelo mesmo Fruet de organizar a “quadrilha do mensalão”.

*****

Para a cátedra da história das ideias

– Como mudaste de ideia, Manolo!

– Não, não, Pepe, não.

– Claro que sim, Manolo. Tu eras monarquista. Te tornaste falangista. Logo foste franquista. Depois, democrata. Até pouco tempo estavas com os socialistas e agora com os direitistas. E dizes que não mudaste de ideia?

– Não, Pepe. Minha ideia foi sempre a mesma: eu sempre quis ser o prefeito desta cidade.

[Eduardo Galeano, “De pernas pro ar – a escola do mundo ao avesso”, L&PM, 1999]

*****

Manolos da política brasileira

Em tempo: em 2010, Gustavo Fruet foi candidato a senador do Paraná pelo PSDB. Derrotado, não perdeu tempo para tentar viabilizar sua candidatura à prefeitura da capital. Preterido pelo PSDB, que apoiará a reeleição do atual prefeito, Luciano Ducci (PSB), migrou para o PDT. Contará também com o apoio do PT, que abdicou da candidatura própria.

Anúncios

Responses

  1. E o que isso nos conta sobre o PT?

    • A caminhada do PT rumo ao centro está a anos-luz do que registra essa história. A realidade – com TODOS (exceto as exceções ocasionais) os grandes meios de comunicação atacando de forma sistemática e permanente o governo do PT – atesta isso, embora cada um possa interpretar como quiser os fatos.

  2. E haja Manolos neste mundo de meu Deus!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: