Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 14/10/2011

Petista quer proibir propagandas de álcool e medicamentos

Apoio total a essa proposta!

A automedicação é um problema responsável por milhares de mortes e casos de intoxicação todos os anos no Brasil. E a propaganda de bebidas alcóolicas estimula o consumo de uma droga cuja única diferença em relação à maconha ou à cocaína é a legalidade do seu consumo. Deveria ser banida ou restringida ao máximo.

A indústria de bebidas não vai falir, mas poderemos ter, em médio prazo, prejuízos menores que o excesso de consumo causa.

E, óbvio, não estou defendendo a proibição de bebidas alcóolicas. O que defendo é o controle do seu consumo. E a restrição ou o banimento da publicidade ajudará muito nisso.

*****

http://www.ptnacamara.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=9205

Petista quer proibir propagandas de álcool e medicamentos

Chico d'Angelo (Foto: Leonardo Prado/Ag. Câmara)

O deputado Chico D’Angelo (PT-RJ) apresentou um projeto de lei na Câmara (PL 2105/2011) para proibir a propaganda de produtos derivados de bebidas alcoólicas e, também, de medicamentos, com o objetivo de não induzir hábitos de consumo.

Chico ressaltou que a prescrição de medicamentos é uma decisão a ser tomada após o diagnóstico de responsabilidade médica e não pode ser induzida por propaganda ou estimulada por fantasias de benefício ou cura.

“Nenhuma sociedade pode admitir, depois das irrefutáveis evidências de riscos à saúde, que alguém, em qualquer tempo da sua vida, seja ensinado, estimulado e levado a beber e tomar medicamentos cotidiana e naturalmente” justificou.

O PL aguarda despacho do Presidente da Câmara dos Deputados.

Michelle Rocha, estagiária de jornalismo

Anúncios

Responses

  1. Totalmente apoiado! Poderíamos buscar o apoio do Deputado para a discussão da regulamentação da publicidade de alimentos não saudáveis também, especialmente da publicidade direcionada a crianças e adolescentes. Em uma abordagem ampliada, penso que toda forma de publicidade que tem como alvo crianças deveria ser BANIDA. Seres em formação não têm discernimento sobre o assunto e deveriam ser protegidos disso pelo Estado, ao invés de alvejados livre e covardemente pela indústria (de brinquedos, alimentos, medicamentos – sim, isso mesmo – e também a indústria publicitária).


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: