Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 09/10/2011

Imagem do Dia (37) – Che, guerreiro tricolor!

Ernesto “Che” Guevara era torcedor do Rosario Central, time de sua cidade cidade natal, Rosario, que já teve grandes momentos (e quatro títulos nacionais) no futebol argentino e conquistou a Copa Conmebol de 1995, deixando o Atlético-MG* como vice.

Ontem, 8 de outubro, milhões de pessoas ao redor do mundo prestaram homenagens à memória do revolucionário argentino-cubano. Em 1967, num 8 de outubro, Che deixava de viver no plano físico para entrar na galeria dos grandes vultos da humanidade, pelo menos para a parcela desta complexa e contraditória humanidade que não se conforma com esse mundo vil e injusto que impõe a exploração da maioria para garantir os privilégios de uma minoria que age como dona do mundo.

Che vive!

Em dezembro/janeiro de 2010/2011 estive em Cuba e não deixei de registrar o Guerreiro Latinoamericano com o manto do Time de Guerreiros que foi o melhor do Brasil em 2010.

A foto é do amigo João Paulo Mehl, torcedor do Coritiba.

Dezembro de 2010, na Praça da Revolução. (Foto: João Paulo Mehl)

PS: A camisa alvinegra é do meu querido Vozão do Coração do Meu Povão, o Ceará Sporting Club.

*Curiosamente, uma das torcidas do Atlético Mineiro cultua uma bandeira com o rosto de René Barrientos, o ditador que governava a Bolívia quando Che foi preso e assassinado com apoio da CIA. A bandeira é uma resposta à Máfia Azul, torcida do Cruzeiro que possui uma bandeira com a imagem clássica de Che feita pelo Alberto Korda. Coincidentemente, o Atlético Mineiro não ganha nada de importante desde 1997 (trinta anos do assassinato de Che), quando conquistou a sua segunda Conmebol. Já o Cruzeiro coleciona títulos e caminha rapidamente para assumir a hegemonia estadual (a diferença é de apenas quatro títulos estaduais, sendo que nos últimos nove anos o Cruzeiro venceu seis, enquanto o rival alvinegro faturou apenas dois). Será que o Atlético herdou a Maldição de Che?

Anúncios

Responses

  1. Valeu aí pelo Che Guevara, grande cara. Mas colocar a camisa do florminense nele é um desrespeito. Che era mengão, o time das massas! Chora pó de arroz 3 x 2 de virada pra ficar na história…rumo ao hepta!!!

  2. Pô Rogério, a aristocracia das Laranjeiras não vai gostar de ver o seu traje em um revolucionário. Aliás, mais chato ainda é para o revolucionário. Vai Flamengo!

  3. kkkkkkkkkkkkk
    Esse povo (comentários) são ótEmos! rsrsrs
    É isso aí! Che ficou muito bem! Lógico que ficaria melhor com a do Vozão!!!
    hehehehehehe

  4. Bottinelli é argentino e é Rubro negro, aprendeu com o Pet que é Sérvio a cobrar falta daquele jeito no final. E dá-lhe dá-lhe ô, vai começar a festa ! Chora tricolor.

  5. Na quinta o gigante do Alto da Glória vai chegar com tudo! abraço

  6. Só um problema na foto o Che não combina com o flu

    • Claro que combina, Alexandre! O Flu é o time de guerreiros!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: