Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 17/06/2011

Música do Dia (28) – O que é bonito

“Quero tudo que dá e passa… se despede e despedaça”.

Em alguma das longas noites depois dizer não, ela mandou essa música.

“O que é bonito é o que persegue o infinito”.

O conforto do senso comum para explicar aquilo não era opção.

“Eu quero mais erosão. Menos granito”.

As razões comezinhas da vida nada diziam perto dessa música.

“Eu gosto é do inacabado. O imperfeito, o estragado…”.

Pequeno e fácil seria cair no jazigo comum da ignorância voluntária.

“Escrever tudo o que desprezo. E desprezar tudo o que acredito”.

E assim foi. Foi.

Grande Lenine.

No violão

No piano

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: