Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 28/04/2011

MTV fará programas para debater autismo e inclusão de deficientes

Abaixo segue matéria da Rádio Câmara sobre um fato inusitado que é também uma vitória histórica.

Ontem (27), em reunião com o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), a direção do Grupo Abril (ao qual pertence a MTV) pediu desculpas formais pelo episódio e informou que a emissora realizará programas especiais para debater o autismo e a inclusão social de pessoas com transtornos mentais ou algum tipo de deficiência.

Trata-se de uma atitude raríssima por parte de empresas da mídia comercial, que normalmente se recusam ou resistem a pedidos de direitos de resposta e/ou retratação.

E, obviamente, configura-se como uma grande vitória para o movimento pela garantia do direito à comunicação, uma vez que temas normalmente invisibilizados ou abordados de forma descontextualizada serão debatidos em rede nacional, com possibilidade de participação da sociedade civil, segundo indicou a direção da Abril.

Aliás, vale registrar que a empresa tomou essa decisão motivada pela representação judicial do parlamentar gaúcho, que é jornalista de formação, inclusive.

A atitude de humildade e autocrítica merece ser louvada, mas isso não isenta a emissora pelo erro bizarro e o debate sobre os limites do entretenimento deve prosseguir.

Segue a matéria.

(clique no link original para ouvir e baixar o áudio da reportagem)

http://www.camara.gov.br/internet/radiocamara/default.asp?selecao=MAT&Materia=120129

MTV se desculpa por quadro que satiriza autistas (1’39”)

A MTV Brasil apresentou nesta quarta-feira pedido formal de desculpas pelo quadro “Casa dos Autistas”, que satirizou pessoas com transtornos de desenvolvimento. O documento, em forma de uma pequena carta aberta à nação, foi entregue em encontro com o deputado Paulo Pimenta, do PT gaúcho. Na última segunda, o parlamentar entrou com representação no Ministério Público contra o quadro, exibido no dia 22 de abril pelo programa Comédia MTV.

A diretora de relações governamentais do Grupo Abril, Ângela Rehem, disse que o programa reconhece o erro e comunicou ao deputado ações de retratação já realizadas.

“Nós imediatamente apresentamos um pedido público de desculpas no programa que foi ao ar ontem à noite, terça-feira, por volta de 22h, e retiramos esse quadro do ar do programa Comédia MTV, como uma prova, uma manifestação de que não houve da nossa parte nenhuma intenção em ofender ou constranger essa comunidade.”

Paulo Pimenta e Ângela Rehem, da Abril (Foto: Assessoria Parlamentar)

O deputado Paulo Pimenta afirmou que não tem a intenção de retirar a representação no Ministério Público contra a MTV, mas que a retratação abre espaço para discussões sobre o tratamento das pessoas com deficiência no Brasil.

“Nós precisamos que, diante da gravidade do episódio, que além do pedido de desculpas, existam fatos substanciais, que de alguma forma reparem e ajudem a desconstruir, junto à opinião pública, a visão caricata e preconceituosa que a emissora veiculou.”

Paulo Pimenta afirmou que o Ministério Público pode levar em conta a reação positiva da MTV Brasil ao avaliar a representação judicial. A emissora prometeu desenvolver ações educativas sobre o autismo e, para tratar do assunto, vai se reunir com entidades e associações de pessoas com deficiência.

De Brasília, Emerson Fraga

quarta-feira, 27 de abril de 2011


Responses

  1. […] the rest here: MTV fará programas para debater autismo e inclusão de deficientes … This entry was posted in News. Bookmark the permalink. ← Eu Publicitário: Pepsi foca […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: