Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 02/04/2011

Ela aparece

01/04/11

Ela aparece

Ela aparece, de súbito, ao general Arquejano Balastros, ex-tenente-coronel da primeira brigada de infantaria, inspetor, instrutor e interruptor das Forças Patrióticas de Segurança (FPS), marido fiel e firme, amante disciplinado e correto, pai rigoroso e moral, estudioso das letras militares e contra-revolucionárias.

Ela aparece, assim de repente, com colares de rubis quais bananas, o corpo miúdo reunido em algodão cru e fita amarela, olhos de sol em renda de milho, vermelho ponteado nas sobrancelhas enquanto ele avalia o lucro do massacre:

– Você me precisa para se salvar -, ela diz.

E mal desaparece enquanto a ele é preciso precisar o pouso dos mortos, a devida eliminação dos templos e símbolos que não os seus, o desmonte do acampamento e a contabilização do saque, o pagamento aos traidores, a dúvida slienciosa de quando ele lembra da filha e do que esperam dele além-mar.

Vinícius Carvalho, em seu belíssimo Nós e Nosostros – direto da Guatemala

PS: O Vinny me contou que o texto acima foi inspirado em Eduardo Galeano. Este, por sua vez, publicou em 1967, antes de “As veias abertas da América Latina”, um livrinho tão raro quanto desconhecido, “Guatemala:  um país ocupado”. Se alguém tiver notícia de algum exemplar do dito cujo, mesmo surrado, pelo amor a Deus, Alah ou Jah, me informe sem falta.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: