Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 07/10/2010

Confirmado mais um expurgo no PIG: Maria Rita Kehl demitida do Estadão

“Democracia é quando eu mando em você. Ditadura é quando você manda em mim”.
Millôr Fernandes

O que tem em comum, além de serem jornalistas, Luís Carlos Azenha, Rodrigo Vianna, Paulo Henrique Amorim, Marco Aurélio Mello e Luís Nassif, entre muitos outros (e alguns não cito para preservá-los)?

Todos foram vítimas do rolo compressor do PIG (Partido da Imprensa Golpista) na sua ação sistemática de calar vozes destoantes do pensamento único que seus veículos tentam impor à sociedade brasileira.

O PIG é formado pela maioria absoluta dos veículos da mídia comercial do Brasil, mas seus expoentes são Globo (todos os veículos do grupo), Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, Veja e Band. Suas principais entidades representativas são ABERT, ANJ e ANER, que reúnem a nata dos apoiadores e sustentadores ideológicos da ditadura que matou milhares de brasileiros e brasileiras entre 1964 e 1985.

 

Maria Rita Kehl: mais uma vítima da "democracia" do PIG

 

Ao grupo dos expurgados pelo PIG junta-se agora a psicanalista Maria Rita Kehl, sumariamente demitida pelo jornal O Estado de São Paulo, onde era colunista, por ter escrito um artigo — como de costume, brilhante — no qual expressou opiniões que contrariam as posições político-partidárias do jornal.

O link para o artigo segue abaixo.

Quem confirmou a demissão, alardeada pela Internet já na terça (5), foi a filha da ex-articulista do Estadão, Ana Kehl de Moraes, através de sua página no Facebook.

Aliás, atitude corajosa, em tempos onde crianças de 9 anos são agredidas na escola por declararem apoio a uma candidatura política.

Ana escreveu o seguinte comentário:

CONFIRMADO agora: depois de escrever DOIS PESOS, Maria Rita Kehl foi demitida. O edtior diz que como a noitícia vazou antes da real decisão, ele ficou obrigado a isto. Sabe-se lá. Pra quem quiser falar, sugerir, reclamar, xingar, esse é o email do Estadão: falecom.estado@grupoestado.com.br Eu to fazendo campanha. Bjs

O Estadão é o jornal que faz questão de dizer na sua capa (impressa e no site), diariamente, há quantos dias está “SOB CENSURA” judicial.

Hoje (7) a censura — que proíbe o veículo de divular informações sobre um inquérito envolvendo a família Sarney — completa 433 dias.

O Estadão também é um dos mais ferrenhos defensores da liberdade do PIG em dizer e inventar o que quiser, sem ser importunado por quem quer que seja e sem ter que assumir qualquer responsabilidade por isso.

Eles chamam isso de liberdade de imprensa, mas isso é algo bem diferente.

O jornal, hoje controlado por bancos devido à incompetência gerencial da família Mesquista, também se diz defensor da Constituição e dos valores democráticos e do Estado de Direito.

Ironias do destino, a demissão de Maria Rita Kehl ocorreu justamente no dia 5 de outubro, data de aniversário da promulgação da Constituição de 1988.

Pior: a demonstração de desprezo à pluralidade veio menos de duas semanas depois de um editorial histórico e revelador do caráter do veículo (que se torna mais cristyalino agora com a demissão da articulista, por motivos políticos). Leia trechos do editorial que é uma pérola do tipo de lógica que move o PIG:

“A acusação do presidente da República de que a Imprensa “se comporta como um partido político” é obviamente extensiva a este jornal.

(…)

Mas ele está enganado. Há uma enorme diferença entre “se comportar como um partido político” e tomar partido numa disputa eleitoral em que estão em jogo valores essenciais ao aprimoramento se não à própria sobrevivência da democracia neste país.” [O Estado de São Paulo, editorial, 26/09/2010]

O Estado de São Paulo é um perfeito exemplo para ilustrar a hipocrisia daqueles que, nos discursos, se autodenominam bastiões da liberdade e da democracia, mas, na prática, não medem esforços para manter seus privilégios de classe.

Falarei mais sobre esse episódio, que merece ser repudiado não apenas no contexto da disputa eleitoral, mas, sobretudo, porque explicita o caráter venal, autoritário e antidemocrático que guia estes veículos de comunicação — em verdade, eles constituem a verdadeira e maior ameaça à nossa democracia!

Leia o artigo que causou a demissão da colunista  Maria Rita Kehl.

Dois pesos

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101002/not_imp618576,0.php

PS: Nos comentários do artigo no site do jornal já é possível ver gente anunciando o cancelamento da assinatura, como forma de protesto contra a arbitrariedade.

PS2: na terça, a notícia da demissão circulou bastante pela Internet. No Twitter, alertei que o fato não estava confirmado e que deveríamos aguardar declaração do jornal ou da (ex)colunista. Disse que espalhar boato sem confirmar a sua veracidade era prática da direita. No fundo, acreditei que isso tudo não passava de boato. Não conseguia crer que o Estadão seria capaz de uma medida tão truculenta como essa. Deixariam passar a eleição ou mais um tempo para consumar a demissão, imaginava. Ilusão. O PIG sempre se supera em matéria de vileza e estarrece qualquer pessoa que tenha um mínimo de bom senso.

PS3: Recomento também o post do Tsavkko sobre o caso, trazendo à tona também o cinismo e a sanha autoritária da Folha de São Paulo.

http://tsavkko.blogspot.com/2010/10/censura-eu-folha-censura-estadao-foalha.html

Anúncios

Responses

  1. É um absurdo! É a lei da mordaça.

  2. Explícita dispensa discriminatória por livre exercício de opinião.

  3. […] Tomaz Jr, do blog Conexão Brasília Maranhão, comenta sobre a censura que sofreu a psicanalista Maria Rita Kehl, demitida pelo jornal O Estado de São […]

  4. Fizeram muito bem em demitir esta mulher. Os esquerdistas que vão para a folha de sp. O artigo acima critica a posição do Estadão. É uma postura correta de quem defende suas idéias e não fica em cima do muro como 99% dos jornais brasileiros. E para os esquerdistas de plantão, na França o Le Monde é de ESQUERDA E diz o que quer.

  5. voltou a lei da mordaça aqui no Brasil, alias acho que nunca saiu , a impresa toda do Brasil é de direita e faz de conta que não é, a emissora GLOBO é uma delas , eles adoram manipular as pessoas sobre tudo(futebol, politica, religiao) é como se eles fossem o centro de tudo.

  6. PARABÉNS ESTADÃO!
    Achei muito legal a atitude do Grupo Estado em declarar sua parcialidade, partidarismo e interesse econômico em determinado grupo político. Assim o cidadão pode separar com mais facilidade o que é jornalismo e o que é propaganda partidaria disfarçada de notícia. Acertada tbm a demissão da Maria Rita… Ela que vá trabalhar num local onde se preocupem com esses valores “demodês” como imparcialidade e profissionalismo. Gde abraço, Rogério!

    • Raquel, você está confundindo as coisas. Declarar apoio a uma posição não significa SUFOCAR as demais posições. O próprio jornal pensa assim, pois é associado da ANJ e, em tese, segue seu Código de Ética, que diz:
      5. Assegurar o acesso de seus leitores às diferentes versões dos fatos e às diversas tendências de opinião da sociedade.
      http://www.anj.org.br/quem-somos/codigo-de-etica
      O comentário anterior (Cesa) disse basicamente a mesma coisa que você agora, mas fico triste, muito triste de ver uma amiga achar normal e até parabenizar a limpeza ideológica promovida por esse jornal. Muito triste mesmo.

      • Era pra ser uma ironia amigo… na próxima encho de smiles sorrindo pra deixar mais claro pra você…

      • Opa! Desculpa… rs (sei de suas convicções religiosas e achei que esse comentário estava nesse contexto… com a Dilma sendo atacada de todo jeito por aqueles que dizem acreditar em Deus mas pregam o ódio e a mentira)
        Beijo!

  7. Pelo que posso ver esta ANJ é mais uma entidade que sem querer, acaba tolhendo a verdadeira liberdade de imprensa ao querer que os jornais coloquem todas as tendências. Isto só serve para ir matando a livre imprensa e dar lugar ao crescimento de regimes ditatorias como os do Chavez. Diga-se: graças à pusilanimidade e omissão da própria imprensa ao ficar em cima do muro em questões cruciais. E a postura do Rogério Tomaz em chamar o Estadão de PIG só serve para fortalecer os verdadeiros inimigos da imprensa livre, ou seja os esquerdistas.

  8. Contratada para a coluna de sua especialidade. Misturou as estações.O jornal tem a sua linha de apoio(já tinha escolhido o seu lado). Entrou no vespeiro por livre e espontanea vontade.Daqui a pouco vai ter colunista de esporte escrevendo sobre aborto, culinária etc.

  9. Imprensa livre e democrática é o que vemos na ilha do barbudo, no Irã, Córeia do Norte etc.Faça, no Gramma, comentários divergentes ao pensamento dos donos da ilha e veja o que acontece.
    Uma sugestão: Comprem o JB para ser o contraponto.Levem o PHA, Azenha, Nassif, Rodrigo Vianna,, Marco Aurelio, Rita Kehl etc.

  10. Lógico que o estadão ia declarar seu apoio ao psdb,pois compaartilha dos ideiais pela manutenção dos privilégios de uma pequena elite, visto fazerem partem dessa minoria privilegiada. O partido dos trabalhadores tem uma lógica voltada para os menos favorecidos, por isso estarei sempre ao lado.

  11. Pior de tudo é vê que ainda tem gente que apoia a atitude do estadão…
    É cada um é livre pra dizer o que pensa e acreditar no que acredita, mesmo que seja naquilo que outros acreditam…

  12. Quem sabe a Maria Rita consiga uma boquinha na TV do molusco ou talvez crie um blog e consiga um emprestimozinho do BNDES ou um contratinho de alguma estatal pra falar bem do grande timoneiro molusco da silva.

    • Ela não precisa. É psicanalista de renome internacional, autora de dezenas de livros importantes. Mas quem sabe o Mil Caras arranja um cargo de conselheira em alguma estatal em São Paulo, como o Roberto Freire.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: