Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 23/06/2010

Zé Dirceu, quem diria, virou porta-voz de Sarney

José Dirceu foi um dos quadros mais importantes da esquerda brasileira nos últimos quarenta anos.

E foi cassado injustamente, graças a um julgamento político entre seus nobres colegas deputados e a um linchamento (i)moral da grande mídia. Suas características pessoais e práticas políticas o conduziram ao cadafalso, mas, a rigor, não havia nada que justificasse a perda do mandato de deputado.

A despeito disso tudo, José Dirceu é mais uma prova viva de que o mundo é redondo. Está ao lado de Fernando Gabeira, Miro Teixeira, Fernando Henrique Cardoso e tantos outros exemplos de pessoas que percorreram caminhos – por uma Terra redonda – erráticos até chegarem a posições bem distintas daquelas pelas quais ganharam notoriedade em algum momento de suas vidas.

Da luta renhida na extrema esquerda à defesa da direita mais atrasada e reacionária… é um caminho que tem se mostrado menos raro do que o senso comum sugere.

José Dirceu, ex-adepto da luta armada contra a ditadura militar, hoje é porta-voz de outro José, o Sarney, um coronel medieval que jamais hesitou em apoiar o comandante nacional da vez, fosse ele militar ou civil.

Mais do que isso, Sarney tem em suas mãos o sangue de vári@s companheir@s de Dirceu assassinad@s pelo regime civil-militar que nos sufocou entre 1964 e 1985.

Para tristeza de quem o admira(va), como eu, Dirceu virou defensor ativo do grupo que melhor personifica o atraso e o retrocesso político contra o qual tanto lutam o governo Lula e o PT.

Em seu blog, Zé Dirceu distorce a realidade e desfere golpes na verdade factual para atrapalhar a vida de quem ousa enfrentar a oligarquia Sarney, hoje sua aliada.

Ao atacar Flávio Dino (depois de tê-lo tratado como aliado*), Dirceu sabe que suas palavras serão reproduzidas por todos aqueles que bajulam Sarney e a ele se submetem, na disputa eleitoral que já começou e terá seu desfecho em outubro.

Embora o PCdoB seja o partido de Flávio Dino, é José Dirceu quem se revela o verdadeiro stalinista, no pior dos sentidos: falsifica a realidade, descontextualiza os fatos e espalha mentiras para fazer prevalecer a sua opção – a de manter intacta a oligarquia, com a eleição tranquila de Roseana Sarney.

Não vai adiantar. Assim como Sarney, José Dirceu perdeu a noção do tempo no qual vivemos.

Dirceu chama de “papelão ridículo” (já no título do texto – confira aqui) ao processo de formação de alianças entre partidos que têm em comum a oposição ao clã Sarney – o PSDB se inclui nesse campo.

Convenientemente, o pequeno Stálin de Passa-Quatro não vê problema no fato de DEM, PTB, aliados de Serra, e o PV de Marina Silva fazerem parte da base de apoio de Roseana Sarney. Nenhuma palavra sobre isso.

Também usando a conveniência como guia, Dirceu lembra o apoio do PCdoB às gestões de Roseana Sarney (1995-2002), mas omite de seus leitores que Flávio Dino (filiado ao PT antes de iniciar a brilhante carreira de juiz federal) entrou para o PCdoB apenas em 2005, depois de ter sido rejeitado por alguns caciques petistas do Maranhão (alguns dos quais posam ao seu lado hoje, não custa lembrar), quando decidiu concorrer a uma vaga na Câmara. E Dirceu agora finge ignorar que, a partir de então, o PCdoB do Maranhão – felizmente! – deu uma vigorosa guinada para a esquerda.

Mas o pior foi publicado no dia 19/6 passado, com título mentiroso e infame:

“Serra já está no palanque com Flávio Dino”. (confira aqui)

Dirceu conhece muito bem, mas parece ter esquecido uma máxima de Lênin: “a prática é o critério da verdade”.

E Flávio Dino é um dos deputados federais mais respeitados e elogiados – por parlamentares de todos os partidos – em razão de sua conduta exemplar, sempre em defesa do governo Lula e sempre pelo viés dos princípios e valores mais autênticos da esquerda, vale dizer.

Já o respeito a José Dirceu…

*****

Não deixe de ler, no post abaixo, o excelente artigo de Márcio Jerry, presidente do PCdoB de Sâo Luís(MA) e um dos principais articuladores da transformação do partido no Maranhão.

*Leia o que José Dirceu disse de Flávio Dino um ano atrás, antes de Sarney precisar de apoio para garantir a eleiçãode sua filha Roseana:

“Dino é hoje uma das principais lideranças da esquerda em seu Estado, o Maranhão, que ele aponta nessa entrevista como detentor de potencialidades políticas para converter-se num dos principais pólos da esquerda no país.”

(blog do Zé Dirceu, 11/07/2009 – clique aqui)

O presente e o passado (Foto: Blog do Zé Dirceu)

Anúncios

Responses

  1. Puxa Rô, é sério que você só se decepcionou com o Dirceu agora???

  2. Rogério, ele já era autoritário e perseguia quem não concordava com ele desde os velhos tempos do PT, quando a gente conhecia as direções pessoalmente e sabia como alguns deles manipulavam a verdade para garantir seus interesses e suas propostas. José Dirceu sempre agiu assim. Quem penou nas mãos do cara sabe bem disso. Para ele cabe bem (toda) a música “Lama”, segue um pedaço especialmente para o safado: Pelo curto tempo que vc sumiu, nota-se aparentemente que vc subiu. Mas, o que eu soube a seu respeito, me entristeceu, ouvi dizer, que pra subir vc desceu (José Dirceu)…

    Bjus
    KK

  3. Obrigada pela informação, Rogério. Me surpreendi e me decepcionei tb!
    Lamentável…
    Abs


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: