Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 13/06/2010

Em novo vídeo da greve de fome, Dutra chama Sarney de “chefe de quadrilha”

Nesta manhã de domingo (13), enquanto a maior parte da atenção d@s brasileir@s está voltada para a Copa do Mundo, o deputado federal Domingos Dutra (PT-MA) se aproxima das 48 horas da greve de fome.

O ato extremo foi iniciado às 14h de sexta-feira (11), no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília(DF).

Domingos Dutra e o advogado Arnaldo Colaço

No fim da tarde de sexta, Manoel da Conceição aderiu ao jejum iniciado por Dutra como protesto à intervenção do PT nacional no Maranhão, impondo ao partido a coligação com o PMDB de Roseana Sarney.

A intervenção da direção nacional anula a decisão de apoiar a candidatura do deputado federal Flávio Dino (PCdoB) ao governo do Maranhão, tomada pelos militantes do PT-MA em março.

Manoel da Conceiçao, 75 anos, é um dos mais importantes líderes do movimento camponês do Brasil e foi o terceiro nome a assinar a ata de fundação do PT nacional, em 1980. Preso e torturado diversas vezes, viveu no exílio entre 1975 e 1979 e percorreu dezenas de países na Europa, Ásia, África e Oriente Médio a denunciar as atrocidades da ditadura civil-militar brasileira que tinha entre seus principais sustentadores o atual presidente do Senado, José Sarney.

Em 1968, Manoel foi vítima de uma ação da polícia militar do então governador José Sarney. No episódio, recebeu um tiro de fuzil e teve que amputar uma perna em consequência dos ferimentos.

Manoel da Conceição, um dos fundadores do PT

Manoel da Conceição é um sobrevivente da oligarquia Sarney. Literalmente. Leia a carta de Manoel enviada ao presidente Lula no último dia 3 de junho, falando sobre o episódio que resultou na decisão do Diretório Nacional do PT na sexta (11). Clique aqui para acessar a carta.

Em mensagem de vídeo gravada por este blog na noite de sábado (12/6), Dutra e Manoel expressam sua indignação e convocam o povo maranhense a derrotar a oligarquia Sarney nas eleições de outubro.

Além disso, Dutra chamou o senador Sarney de “chefe de quadrilha”.

Assista ao vídeo:

Abaixo segue nota da coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo de sábado (12/6), noticiando o que Domingos Dutra qualifica como “deboche” de Sarney.

Militantes, parlamentares e pessoas do Brasil inteiro estão enviando mensagens de solidariedade a Dutra e Manoel, através do Twitter do deputado (http://twitter.com/domingosdutra13) e de outros canais.

Muita gente tambem tem passado pela Câmara para visitar e apoiar o parlamentar e o líder camponês.

Dutra se diz mais forte do que nunca. “Nada nos dá mais força do que a defesa da democracia pela qual tanto lutamos para conquistar”, disse.

Livros de vários autores – Graciliano Ramos, Gandhi, Eduardo Galeano, Emir Sader, Chico Xavier e outros – e a memória de ilustres lutadores da democracia estão servindo de inspiração para os dois maranhenses.

“Aqui neste plenário nunca ficamos sozinhos. O espírito de Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, Florestan Fernandes e Adão Pretto, entre outros que passaram por esta casa, estão conosco”, citou Dutra.

Manoel da Conceição falou em Zumbi dos Palmares, Antonio Conselheiro e Gandhi.

Dutra também falou à Folha de SP sobre a “dívida” de Lula com Sarney.

“Lula, que já pagou até a dívida externa do Brasil, não consegue quitar nunca a sua dívida com o Sarney.” (Domingos Dutra, na FSP, 12/6)

O parlamentar questionou a aliança com o PMDB em nível nacional. “Que tipo de aliança é essa onde apenas um lado cede? O PMDB não cedeu no Rio Grande do Sul, nem na Bahia, nem no Pará, nem em Minas Gerais e em vários outros estados. Apenas o PT está cedendo!”, criticou Dutra.
*****

Folha de São Paulo – 12/06/2010
PAINEL
– Renata Lo Prete

O almoço do patriarca

Reunido com integrantes da cúpula do PMDB num almoço na casa do deputado cearense Eunício Oliveira, José Sarney comemorava o cabresto imposto ao PT, obrigado a apoiar a reeleição de sua filha Roseana no Maranhão, quando recebeu um telefonema do próprio Lula, que queria cumprimentá-lo pelo resultado da reunião do Diretório Nacional petista.
Sarney fora informado da decisão num telefonema anterior, recebido do presidente do PT, José Eduardo Dutra. Ao desligar, saiu alardeando a notícia para os correligionários e disse que, a partir dali, podia tudo: encheu a taça de vinho e o prato de bacalhau.


Responses

  1. Deputado dutra e nobre guerreiro manoel da conceição, os senhores demoestam o mais auto jesto de coragem, determinação,e respeito au direito do livre arbitrio,[liberdade de escolha] mais isto tem se tornado dificil com esta nova cara do P.T. [ digo] Lula, mais o eleitor maranhence sabe dar a resposta,confie em DEUS e ele os protegera. zé francisco.

  2. Não conheço a história do PT do Maranhão, tampouco a Nacional é certo que ato de greve de fome pelo dep. Domingos Dutra e Manoel da Conceição demonstram não só a insatisfação dos petistas maranhenses, mas sim do povo maranhense que estão indignados pelo o desrespeito a vontade do eleitorado maranhense. Um povo sofrido a décadas pela oligarquia Sarney na ditadura imposta por José Sarney no Maranhão que agora reflete seu poder em Lula que não consegue mas nem administrar o Brasil. è vergonhoso, mas isto já esperávamos de Lula. O que me contenta é que o povo maranhense espera mais uma vez pra dar uma resposta na eleição de sua filha. Em todo Maranhão o povo está consciente disto. Aldacir Ericeira


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: