Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 19/01/2010

Rompendo o silêncio – lugar de gorila fardado é na jaula

Os franceses que resistiram à ocupação nazista na II Guerra podem ser considerados terroristas?

É óbvio que não. Ao contrário, são cultuados e considerados heróis da pátria.

O mesmo ocorre com os militantes das brigadas de resistência – aliás, encabeçada, via de regra, pelos partidos comunistas locais – na Itália, na Iuguslávia, Grécia, Albânia e noutros países.

Isso só não acontece no Brasil, onde os fascistas e reacionários são cínicos a ponto de chamar de “terroristas” os lutadores e lutadoras que tiveram a coragem de enfrentar com armas os governos ilegítimos dos generais (apoiados por muitos civis, é bom frisar).


Na América Latina, as ditaduras civil-militares produziram milhões de vítimas. Mas, em quase todos os países, o fim dos regimes resultou em processos e punições aos gorilas fardados.

Pinochet – que morreu no Dia Internacional dos Direitos Humanos, 10/12/2006 – e os generais argentinos que o digam.

O Brasil é exceção. Desde a chegada de Pedro Álvares Cabral, os acordos de elites prevalecem sobre o interesse público.

Comissões da Verdade foram criadas em praticamente todos os países que sofreram com ditaduras: Argentina, Chile, Uruguai, El Salvador, Guatemala, Panamá, Peru, Paraguai e outros. (Quem tem muita informação sobre o assunto é o CEJIL)

No Brasil, os reaças saem da toca e colocam as garras e os dentes de fora diante da proposta – contida no PNDH-3 – de se criar uma Comissão da Verdade no Brasil.

O debate é complexo, mas a síntese é simples:

– os fascistas (alguns com discurso mais brando e ares de democrata) dizem que a “Lei da Anistia” perdoa todos os crimes e arbitrariedades cometidos durante a ditadura civil-militar iniciada em 1964, inclusive torturas, prisões ilegais e outras ações do terrorismo de Estado

– acontece que o Direito Internacional é cristalino ao vedar a legalidade e a legitimidade de leis de “autoanistia” criadas por regimes de exceção. (Uma ótima e resumida leitura sobre isso é uma representação de parlamentares federais protocolada no Ministério Público Federal em dezembro de 2008. Clique aqui para ler.)

– some a isso o fato de tortura ser um crime contra a humanidade e estes crimes não prescrevem jamais

Portanto, que a justiça seja feita!

Lugar de gorila torturador é na jaula!

Este blog, até com atraso, adere à campanha “Rompendo o Silêncio”, de apoio à abertura dos arquivos da ditadura e em prol do julgamento e punição dos torturadores que ainda andam soltos por aí.

Anúncios

Responses

  1. Foi graças a Ditadura militar que nos temos colegios publicos, Usina de itaipu e Usina de Manso, Estradas bem feitas, Pontes, Segurança nas ruas Ordem, Gays apenas dentro de quatro paredes nao que eu tenha preconceito, mas Nao gosto de ver meu filho com apenas 6 anos ver esse bando de doentes mentais andando praticamente Nu na rua.

    • Tenho pena de pessoas que saem repetindo coisas que escutam de seus pais/ avós/ amigos (com todo o respeito á família e amigos)/televisão/revista veja, sem ter estudado minimamente sobre o assunto e sem formar uma visão crítica sobre as coisas.
      Desde quando homosexualidade é “doença mental”? Desde quando obras e escolas valem o preço das vidas perdidas, desfeitas, desrespeitadas pelo regime ditatorial? E desde quando temos “segurança nas ruas”?
      Acho que essa lógica de pensamento está realmente distorcida. Pessoas, vamos rever os conceitos!!!

    • Caro Ricardo, obrigado pela leitura e pelo comentário. Entretanto, é esse tipo de pensamento que você expressa que foi (e ainda é) utilizado por muitos governantes para justificar violências como o Holocausto da II Guerra e os pequenos holocaustos do nosso cotidiano.

  2. Precisamos Ver os dois lados.
    Primeiro Depois que derrubaram a Ditadura quais foram os Presidentes deste pais Color e o Fernado Henrique.
    Concordo que existiam Alguns Soldados que maltravam as pessoas.
    MAS DE QUE ADIANTA NAO PERDER A VIDA PARA ELES MAS PERDER A VIDA PARA MARGINAIS TRAFICANTE, ESTRUPADORES, O INDICE DE MORTE ALMENTOU PRATICAMENTE 200%.
    O BRASIL PRATICAMENTE NAO CRESCEU DEPOIS DA DITADURA COM ESSES GOVERNATES QUE TEM O SALARIO DE 6 MILHOES POR ANO E NINGUEM CORRE ATRAS PRA COLOCALOS NA CADEIA.
    NÃO ADIANTA ESCONDER ATRAS DO QUE A GLOBO NOS MOSTRA.
    Não defendo os ditadores mas tambem não gosto de politicos ladrões que querem vender a amazonia.
    DO QUE ADIANTOU TROCAR 6 POR MEIA DUZIA.
    NADA.

  3. PQP!!! Como os mal intencionados tentam mudar a história! Eram terroristas, sim senhor. Os militares impediram que dessem um golpe, para enfiar goela abaixo dos brasileiros uma ditadura nos moldes cubanos, financiados pelos comunistas da China e da própria Cuba, Ah, antes que diga que ouvi ou li sobre isso, eu vivi essa época, morava em São Paulo e acompanhei tudo. Eram terroristas, sim! Os militares lutaram contra eles e não o contrário como você afirma. Se explodir bombas em aeroportos, assassinar diversos civis, assassinar um pobre jovem que estava cumprindo serviço militar, nos portões do quartel, não for terrorismo, o que será?
    Tenho 70 anos e em 1.964, como disse, morava em São Paulo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: