Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 23/07/2009

Reinaldo Azevedo sobre Honduras: nem matemática ele aprendeu

Vou guardar a minha opinião completa sobre o Reinaldo Azevedo para os meus botões, de modo a evitar repetir o que ele melhor sabe fazer: enxovalhar e ofender toda e qualquer pessoa cujo pensamento seja divergente do seu. Aliás, corrijo: ele só sabe fazer isso. Quem quiser saber mais sobre essa figura da foto abaixo, clique aqui e tire suas próprias conclusões.

Mas o jornalista – que se julga erudito e intelectual (no sentido do senso comum, dotado de muita inteligência) – da Veja não domina sequer a matemática básica. Não aprendeu aritmética, mas que se passar por analista que merece ser levado a sério.

Olhem o que o sujeito escreveu hoje (quinta-feira, 15h58), comentando uma marcha contra a volta do presidente Manuel Zelaya a Honduras:

“Democracia? Nada menos de 100 mil pessoas marcharam ontem contra o retorno de Manuel Zelaya. Honduras tem 7,6 milhões de habitantes. É como se, no Brasil, 2,66 milhões de pessoas se dispusessem a ir às ruas em defesa de uma causa política.”

Nas contas do Reinaldo Azevedo, a julgar correto o dado sobre a população de Honduras, o Brasil tem mais de 203 milhões de habitantes. O relógio de população estimada do IBGE, enquanto escrevo estas linhas, conta pouco menos de 191,5 milhões de pessoas.

Num sensacional furo jornalístico, gênio da matemática descobre que o Brasil ultrapassou a casa dos 200 milhões de habitantes

Não se sabe como ele fez esses cálculos – bem ao estilo do jornal da famiglias Frias, a Força Serra Presidente – para acrescentar mais 12 milhões de pessoas à nossa população e fazer a analogia com Honduras. Nem consigo imaginar.

Será que o rapaz não aprendeu a fazer uma simples regra de três? Ou será que ele recorreu aos geógrafos da Veja (clique aqui) ou da Secretaria (tucana) de Educação de São Paulo (clique aqui)?

Pior: o grandioso intelectual mistura sua matemática (fajuta) com política para defender que o povo brasileiro nunca foi às ruas para defender a democracia. Um caminho perigoso e equivocado, para não dizer bestial (de besta quadrada mesmo).

Do mesmo modo, por não ter capacidade para perceber as filigranas da luta política – nem poderia, já que tem nojo de povo e não tem coragem de ir às ruas para ver o que é uma manifestação política – e não compreender as diferenças entre as questões jurídicas e políticas, ele se amarra feito burro enfezado à defesa da tese que o presidente Zelaya é o golpista e os militares e empresários que tomaram o poder são os defensores da democracia.

Para ele, em Honduras:

“O que temos são ditadores vigaristas cercando uma República que vai às ruas em defesa da democracia.”

Mas, usando o exemplo da brilhante analogia feita pelo “Tio Rei” (como ele é tratado pelos seus seguidores reais e fictícios que ele mesmo cria, postando comentários anônimos no seu blog), o que está ocorrendo em Honduras agora no Brasil seria equivalente a:

– cerca de 23 mil presos políticos em menos de um mês [até hoje, cerca de 900 pessoas foram presas em Honduras por pedirem nas ruas a volta do presidente Zelaya]

– cerca de 1300 pessoas mortas em menos de um mês [até hoje, estima-se que cerca de 50 pessoas foram assassinadas pelos gorilas das Forças Armadas de Honduras]

Em vinte e um anos da nossa última ditadura civil-militar (64-85), o número de mortos e desaparecidos não chega a 3 mil pessoas. Imagine que país teríamos se metade desses assassinatos tivesse ocorrido no primeiro mês do golpe…

Nem a Força Serra Presidente e nem mesmo a Veja teriam coragem de dizer que um regime desse se tratava de uma “ditabranda”.

É por isso que eu nunca esqueço a frase de um conhecido meu sobre o Reinaldo Azevedo:

“A probabilidade de uma pessoa que leva a sério um cara desse ter os parafusos no lugar é praticamente a mesma que indicaria as minhas chances de ganhar o Prêmio Nobel de Física”.

Sobre Honduras, sugiro a leitura do recente artigo do professor Laurindo Lalo Filho na Carta Maior: Exemplos latino-americanos.

Dedico esse texto ao tucano maranhense José Linhares Jr., que me fez tomar conhecimento de mais um genial texto de um dos seus gurus (outro bastante citado por ele é o Olavo de Carvalho, como se sabe, um grande filósofo) e acrescentou na mensagem algo que o Reinaldo Azevedo esqueceu de dizer:

“As fotos estão pela internet (quem quiser tirar a prova é só procurar) e provam que os golpistas chavistas não colocarão suas patas naquele país.”

Sutil – “patas” – e categórico (tal qual seu mentor), ao vaticinar que “as fotos provam”… (ele deve ter o sonho secreto de ver um grupo de militantes de esquerda enjaulados e expostos num circo como aberrações)

PS1: O texto do professor Lalo começa assim:

“Uma equipe de reportagem do Canal 5 de Tegucigalpa foi expulsa do local onde cerca de três mil profissionais do ensino secundário de Honduras realizavam uma assembléia em defesa da ordem democrática. A emissora apóia o governo de fato incondicionalmente, fazendo parte da estrutura midiática de sustentação interna aos golpistas.”

Três mil pessoas em Honduras equivalem a cerca de 75 mil pessoas no Brasil. Um Maracanã lotado ou metade de um Fórum Social Mundial…

PS2: Dedico também esse texto ao Luis Nassif, um dos alvos do Tio Rei.


Responses

  1. Reinaldo Azevedo, de quem tenho pena, é como o PSDB; consegue reunir em torno de si a direita autoritária e neoliberal.

    Um democrata de verdade defenderia o golpe em Honduras? Não preciso nem responder… O critério principal de uma república democrática é o primado da Lei. Retirar um presidente com base na força é quebrar a regra fundamental de uma democracia. Numa democracia n pode imperar o direito da Força, mas sim a força do Direito.
    É que o Reinaldo ou é canalha ou é burro mesmo em não saber disso. Fico com a primeira hipótese.

    Todo o discurso do Reinaldo onde ele cita a palavra “democracia”, substitua por “Liberalismo Econômico”. Passa a fazer sentido.

    Eles se preocupam é com isso mesmo: propriedade privada, ausência de Estado na economia. Isso é ‘liberdade’ para um liberal. Se um golpe ou uma ditadura garantir essas coisas, o liberal pode apoiar sem ficar com peso na consciência, desde que não se toque na propriedade dele. É por essas que muitos liberais – tipo Bilavo de Orvalho – defendem a nossa ditadura, já que aquele regime foi criado para manter o status quo, e consequentemente, preservar a propriedade privada. Esse liberalismo da nossa direita e o autoritarismo não necessariamente são antagônicos.

    Não por acaso que se diferenciam os estágios históricos do Estado em: liberal, liberal-democrático e Keynesiano. Ou seja, liberalismo e democracia não são a mesma coisa! Tem a ver mais com liberdades individuais do que com liberdades políticas.

    Assim entendemos pq esses “intelectuais” liberais apoiam golpes de Direita na cara dura.

  2. Caro Rogério,
    Agradeço a visita e comentário no meu blog.
    Vou republicar este texto por lá(se houver problema é só falar).

    *PS:não conhecia seu blog e já vou colocar no meu blogroll.

    Saudações,
    Guina

    • Meu Deus! Que comentário idiota!
      Me diga quem 1º violou a lei em Honduras, querendo passar por cima da decisão de autoridades legalmente constituídas?

      O escritor desse texto é tão pobre que fica se mordendo de alegria por causa de um erro matemático, pois não tem coisa mais interessante pra postar aqui.
      Outra!
      Entra no blog do Reinaldo e veja quantos comentários anômimos tem lá, antes de vir postar essa mentira!

      Que pobreza!

  3. Engraçado que FHC é visto como democrata mesmo tendo corrompido o congresso para ter mais 4 aninhos para não fazer nada… pela nação e muitos pelos seus amigos! Daniel Dantas que o diga….

  4. Mas o bichim é feio hein? Taí a razão de atacar a tudo e todos….rsrsrs

  5. Olá REINALDO, ops, Alexandre!!! ahahahahahahahhahahahahahahhahahah

  6. Já pensou em ler a Constituição hondurenha, seu insignificante? Eu sei que, mesmo que leia, pouco importa. Afinal, o projeto bolivariano naquele país tomou um toco, e é por isso que gente da sua laia se morde de raiva.

  7. Ainda bem que o lula não vai conseguir eleger dilma.
    Quero me esquecer desse bando e de que um dia votei no atual presidente.
    Votei uma vez pra nunca mais!

  8. Cambada de vagabundos escrotos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: