Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 26/03/2009

Política não é Fla-Flu

O espírito arguto de Shakespeare – em sua frase mais conhecida – resumiu o mundo em duas faces opostas: ser ou não ser.

Porém, não é difícil constatar que essa visão, embora útil e conveniente em muitos casos, é superficial e limitada.

Na política, a complexidade e a variedade de elementos que contribuem – atuando isolada ou simultaneamente – para o estabelecimento de uma determinada situação não cabem na fórmula do poeta inglês.

No Maranhão não existem apenas jackistas e sarneístas, como muitos querem fazer (ou fingem) crer.


Não entro no Fla-Flu que disputam os partidários de um e outro lado, mas estou longe de ficar em cima do muro.

Jackson Lago, ao vencer a eleição para governador em 2006, passou a representar a esperança de boa parte da população maranhense em viver livre do domínio do clã Sarney*.

O seu desastrado e efêmero governo, entretanto, decepcionou uma imensa parcela de seus eleitores e apoiadores (eu entre eles). Pior do que isso, deu motivos e argumentos muito concretos para que os porta-vozes do sarneísmo o deslegitimassem como gestor e, mais ainda, como símbolo dos anseios libertários e desenvolvimentistas no estado mais miserável do país.

A vitória eleitoral, política e simbólica em 2006 foi sucedida por uma administração ineficiente, corrupta e completamente dominada por um grupelho entranhado até o último fio de cabelo com as forças mais reacionárias e atrasadas da política maranhense – o apoio a João Castelo para prefeito, entulho da ditadura, atesta isso nitidamente.

A derrota no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é o desfecho para um processo que serve de lição política e histórica e confirma dois princípios que considero basilares: os fins não justificam os meios e pavimentar bem o caminho é mais importante do que chegar rápido ao destino.

Por um lado, o retorno de Rose(ng)ana Sarney ao Palácio dos Leões é um triste e doloroso retrocesso. Por outro, foi o próprio governo Jackson que se tornou politicamente indefensável pelos atos que cometeu e pelos caminhos que escolheu trilhar – que o digam os professores e outras categorias de funcionários públicos. O certo é que estamos diante de uma janela aberta de possibilidades, dada a corrosão da hegemonia sarneísta, o descrédito e desgaste do grupo de Jackson Lago e o vácuo de grandes referências políticas que já vem se descortinando há algum tempo.

Flávio Dino, Roberto Rocha, Bira do Pindaré (?) e outros nomes surgem como postulantes a ocupar esse espaço, mas o cenário ainda está muito indefinido para se fazer qualquer aposta sobre quem (e em que medida) prevalecerá.

*A derrota política e eleitoral do clã Sarney em 2006 não significou a superação da sua hegemonia, mas sim um forte abalo nos pilares que a sustentam. Não devemos esquecer que o Judiciário, boa parte do Legislativo estadual, da mídia nativa e do empresariado estão controlados pela família de El Bigodon e seus títeres.

Anúncios

Responses

  1. rojão, seja bem re-vindo à blogosfera. serei o cobrador constante de constantes atualizações, as primeiras textos sobre o show do eddie e o encontro com o rennó.

    abração!

  2. Caro Rogério,
    Parabéns pelo blog. Votos de sucesso e vida muito longa.
    Márcio Jerry

  3. talvez só “política, cultura e afinidades” seja suficiente…
    e manter o vigor em tempos de crise

  4. Tu arrasa….
    Parabens!!!

  5. BOA SORTE.
    JA COLOQUEI EM FAVORITOS.

  6. Não esqueço do telefonema emocionado que me deste, minutos depois da derrota do clã em 2006. Um momento símbolo e síntese da história política da terrinha que está a se diluir pelo acovardamento consciente e ação calhorda de patifes.

    É isso aí, Roger! Parabéns pelo blog, na medida do possível, quero vê-lo atualizado

  7. Parabéns pelo blog! colocarei como “blogs que leio” no meu. Atualiza frequentemente, ok? beijocas

  8. Já está aqui no meu “favoritos”. Parabéns!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: