Publicado por: Rogério Tomaz Jr. | 27/07/2010

Diogo Mainardi, que rima com covarde, foge do Brasil para não ser preso

Sonhou em ser um Paulo Francis, mas ficará conhecido como o Cacciola do PIG

Ironias do destino.

Diogo Mainardi, muito bem pago, aceitou ser o pitbull da revista Veja a serviço da ultradireita golpista e reacionária.

Dedicou toda a sua inteligência (nada excepcional) para derrubar o governo Lula e varrer do mapa político o PT.

Com isso, tornou-se celebridade de primeira grandeza do PIG (Partido da Imprensa Golpista).

Escreveu um livro que virou best-seller (mas, afinal, quantas pessoas compram livros no Brasil mesmo?), “Lula é minha anta”.

Usando sua coluna, fez papel de advogado militante do banqueiro condenado Daniel Dantas.

Cliente e vendedor

Tentou assassinar reputações de jornalistas, políticos e autoridades fazendo acusações falsas sem qualquer prova.

Incansavel repetidor e disseminador de preconceitos torpes contra nordestinos e muitos outros grupos, Mainadi, que rima com covarde, é o rei da baixaria contra qualquer pessoa que ele (ou seus patrões) julgue(m) adversário ou contra qualquer ideia questionadora da cartilha dos seus chefes.

Sonhava em ser reconhecido como herdeiro de Paulo Francis. Faltaram talento, caráter e prestígio. Sobraram vileza e outros vícios humanos incorporados pelo jornaZismo do PIG.

Mainardi, o Fujão, será lembrado como o Cacciola da imprensa.

Agora, em sua mais recente coluna, despede-se do Brasil – provavelmente, para não ter que viver a experiência de ver o sol nascer quadrado, pois pode ser condenado em algum dos “trocentos” processos que responde na Justiça e já deixou de ser réu primário.

Nesta coluna em que anuncia sua despedida, infame como sempre, Mainardi se comparou ao retirante Fabiano, personagem de Graciliano Ramos em Vidas Secas. Coitado do Velho Graça.

Enquanto isso, Lula deixará o governo como o presidente mais popular da história do Brasil, tem enormes chances de eleger sua sucessora, é um líder reverenciado globalmente e está cotado para assumir algum cargo importante no sistema ONU.

Lula após saber da novidade

Arrivederci, stronzo!

Mainardi, aquele abraço! Já vai tarde!

A Desciclopédia precisa ser atualizada.

Os detalhes da despedida de Mainardi, o Covarde, são contados abaixo por Luis Nassif e Paulo Henrique Amorim.

Luís Nassif

O fim de uma era de infâmia

Enviado por luisnassif, dom, 25/07/2010 – 11:59

Diogo Mainardi está saindo do país. Na sua crônica, brinca com o medo de ser preso. É medo real. Condenado a três meses de prisão pelas calúnias contra Paulo Henrique Amorim, perdeu a condição de réu primário. Há uma lista de ações contra ele. As cíveis, a Abril paga – como parte do trato. As criminais são intransferíveis. E há muitas pelo caminho.

Há meses e meses meus advogados tentam citá-lo, em vão. Foge para todo lado. A intimação foi entregue na portaria do seu prédio, mas os advogados da Abril querem impugnar, alegando que não foi entregue em mãos. Tudo isso na era da Internet, quando todo mundo sabe que ele está sendo procurado para ser intimado.

A outra ação, contra Reinaldo Azevedo, esbarra em manobras protelatórias dos advogados da Abril. A ação prosperou porque colocada no Fórum da Freguesia do Ó – região da sede da Abril. Os advogados da Abril insistem em transferi-la para a Vara de Pinheiros.

Minha ação de Direito de Resposta contra a Veja vaga há quase dois anos, devido à ação da juíza de Pinheiros. Primeiro, considerou a inicial inepta. Atrasou por mais de ano a ação. Em Segunda Instância, por unanimidade o Tribunal considerou a ação válida e devolveu para a juíza julgar. Ela se recusou, alegando que a revogação da Lei de Imprensa a impedia – o direito de resposta está inscrito na Constituição Federal.

No caso da ação Mainardi-Paulo Henrique Amorim, ela absolveu Mainardi, alegando que as ofensas não passavam de mero estilo de linguagem que não deveriam ser levadas a sério. O disparate da sentença foi revelado pelo próprio TJ-SP ao considerar que o autor merecia uma condenação de três meses de prisão.

O problema não é Mainardi. É apenas uma figura menor que, em uma ação orquestrada, ganhou visibilidade nacional para poder efetuar os ataques encomendados por Roberto Civita e José Serra.

Quando passar o fragor da batalha, ainda será contado o que foram esses anos de infâmia no jornalismo brasileiro.

*****

Paulo Henrique Amorim – Conversa Afiada

O Mainardi vai embora sem pagar o que deve

Publicado em 25/07/2010

Amigo navegante me telefona para dizer que o Diogo Mainardi escreveu na Veja, a última flor do Fascio, que vai embora.

(O meu simpático zelador tem instruções para não entregar o exemplar da Veja em casa. Ele corresponde a uma assinatura que não é paga desde tempos imemoriais, diria o Mino Carta. Não quero que o Daniel Dantas me processe por furto …)

Isso é um perigo.

O Mainardi me deve dinheiro.

Ele perdeu no Supremo Tribunal Federal, por decisão do Ministro Toffoli, recurso em uma causa que movo contra ele.

Contra ele e o patrão, o Robert(o) Civita.

Ele disse na revista do patrão que eu recebia dinheiro de quem eu não recebia.

Como aquele advogado de Dantas que, por isso mesmo, também me deve um dinheiro.

Clique aqui para ler na aba “Não me calarão” que Machado de Campos – que também me defendeu contra Mainardi – me levou a derrotar Nélio Machado.

Interessante que o próprio Mainardi foi quem disse que só escrevia por dinheiro.

Amanhã, vou perguntar ao José Rubens Machado de Campos como faço o Mainardi me pagar.

Preciso do dinheiro para enfrentar as 962 causas que o Daniel Dantas move contra mim.

Numa, já ganhei por 3 a 0.

Interessante: uma idéia me passou pela cabeça: será que existe algum nexo entre Mainardi e Daniel Dantas ?

Será que a fuga de um não prenuncia a do outro ?

Paulo Henrique Amorim

*****

E confira também o Nassif pegando o Mainardi com a botija do Daniel Dantas:

http://sites.google.com/site/luisnassif02/opost-itdemainardi

About these ads

Responses

  1. Mainardi vai tarde… também rimei!

    O Brasil ganha muito com a saída do homem que pensa que o mapa do mundo está escrito em seu umbigo.

  2. Nossa, sorte do Brasil! Tomara que nao venha pra Grecia, hehehehe. (pelo estilo dele, acho bem dificil vir pra ca, tem cara eh de quem curte Miami mesmo…)

  3. Ridículos! Vocês são todos ridículos! Um dia os cidadãos abrirão os olhos para a corja que são vocês (paulo henrique amorin, luis nassif, mino carta, paulo betti e toda a canalha do pt e os que orbitam à sua volta) e se nós nos tornaremos um país melhor.

    • Não sei como pode defender um canalha da pior qualidade.
      Mas Deus já lhe deu um castigo.
      Tem um filho débil mental.

  4. Diogo Mainardi é um escroque da pior qualidade.É o tipo do cachorro que late mas não morde.Que fique nos EUA,pois lá é lugar de tipos como ele.

  5. Diogo Mainardi, tipico burgues, fascista! Tomara que não volte mais!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 183 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: